sábado, 27 de setembro de 2014

Caril de pescada

A ausência esta semana foi um pouco prolongada e tem apenas uma razão: semana de recepção ao caloiro. Quem foi estudante universitário sabe do que falo. Foram as praxes, os convívios, uma cidade e escola novas, uma residência nova, pessoas novas... tudo novo, e como eu gosto de recomeçar foi uma das melhores semanas da minha vida. Não é o meu primeiro curso, mas é como se fosse, sinto-me de novo com 18 anos. 
Mas falemos de culinária... Hoje aqui em casa fui incumbida de fazer o almoço, porque quando se descobre que eu tenho um blogue de culinária está tudo estragado, ou melhor, tudo tramado porque estou a ver que serei a cozinheira dos fins-de-semana sempre que ficar por Coimbra. Mas eu não me importo e cozinhar para os amigos é sempre um prazer... 
Então, deixo-vos aqui uma sugestão fácil, saudável e que eu nunca tinha experimentado... A receita original é da revista "Saúde à mesa nº102" deste mês de Setembro.

Serve 4 pessoas
Ingredientes:

5 medalhões de pescada
1 lima
1 cebola
3 dentes de alho
2 c. (sopa) de azeite
1 c. (chá) de caril em pó
1c. (café) de cominhos em pó
3 cardamomos (eu não coloquei)
4 tomates pelados
2dl de natas de soja
1 malagueta (facultativo)
1 c. (sobremesa) de sal
1 raminho de coentros picados

Preparação:

Cortem os medalhões ao meio e reguem-nos com o sumo de lima e reservem.
Descasquem a cebola e os alhos e piquem-nos finamente. Num tacho coloquem o azeite e juntem a cebola e os alhos até a cebola ficar macia. Adicionem o caril, os cominhos e os cardamomos e mexam bem até ficarem coradinhos. Juntem o tomate pelado picado e as natas de soja, mexam e deixem ferver.
Adicionem a malagueta ao tacho (se quiserem e gostarem de picante), temperem com sal e juntem os medalhões, misturem com o molho, tapem e deixem cozinhar em lume brando durante 10 minutos até o peixe estar no ponto.
Polvilhem com coentros picados e sirvam.

Nota: eu não usei cardamomo porque infelizmente é uma especiaria cara, mas ficou igualmente saboroso. Por esquecimento não adicionei as natas, mas muito sinceramente nem foi necessário e tornaria a receita mais calórica.

Dica da Cátia: Para acompanhamento sugiro arroz integral com coentros e cebolinho, combina bem com o caril e é uma opção fácil, mas não se esqueçam que este arroz tem um tempo de cozedura maior do que o normal.




Sem comentários:

Enviar um comentário