sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Mousse dois chocolates

Eu sei que supostamente este blogue é um blogue de comida saudável, mas como em tudo na vida temos que abrir algumas excepções e ontem como uma amiga da residência fez anos eu abri uma excepção e fiz uma mousse de dois chocolates para todas. Nunca tinha feito esta mousse e foi uma aventura porque a ideia era fazer outra receita mas não comprámos natas suficientes e só reparámos nisso quando chegámos a casa. Foi ai que a lei do desenrascanço teve que vir ao de cima e decidimos fazer esta mousse... espero que gostem. É uma óptima sugestão para este fim-de-semana fazerem para a família, para o namorado, para os amigos... aqui fica a receita!

  • Ingredientes:

  • Chocolate preto:
  • 200 g Chocolate Preto para Culinária Nestlé
  • 80 g Manteiga
  • 150 g Açúcar
  • 5 Ovos
  • 2 dl Natas
  • Chocolate branco:
  • 150 g Chocolate branco
  • 30 g Manteiga
  • 30 g Açúcar
  • 2 Ovos
  • 2 dl Natas 

Preparação:

  • Parta o chocolate preto para uma tigela; junte a manteiga; coloque a tigela em banho-maria até o chocolate derreter; bata as natas em chantilly sem açúcar. 
  • Separe as gemas das claras. Bata as claras em castelo e junte-lhe o açúcar aos poucos, batendo sempre, até ficarem bem duras e brilhantes. 
  • Retire a tigela do banho-maria e mexa bem. Junte as gemas; mexa; junte as natas batidas e mexa. 
  • Junte metade das claras; misture bem. Junte o resto das claras e mexa delicadamente. Deite para taças individuais só até ao meio. Leve ao frio. 
  • Prepare a mousse de chocolate branco. Parta o chocolate branco em pedaços para uma tigela; junte a manteiga; coloque a tigela em banho-maria até o chocolate derreter. 
  • Bata as natas em chantilly sem açúcar. Separe as gemas das claras. Bata as claras em castelo e junte-lhe o açúcar aos poucos, batendo sempre até ficarem bem duras e brilhantes. 
  • Junte as gemas ao chocolate e mexa; junte as natas batidas e misture bem. Junte o resto das claras e mexa delicadamente. 
  • Deite sobre a mousse de chocolate preto e leve ao frio. Sirva bem gelado e decorado a gosto. 

retirada daqui

Dica da Cátia: Decorei com bolacha maria para cortar um pouco o doce e acho que resultou muito bem, mas também podem decorar com raspas de chocolate, com frutos silvestres... fica ao vosso critério e imaginação!


domingo, 26 de outubro de 2014

Doce de abóbora e pêra rocha

Fim-de-semana em casa.
Preparar vendas para a angariação de fundos para a missão de voluntariado no Brasil.
Cozinha à disposição.
Quatro bocas gulosas e sedentas de açúcar ao fim-de-semana.
Foram estes os motes de partida para a receita que vos deixo hoje. Vim a casa, deixei a cidade dos amores pela qual também eu já me apaixonei e decidi ficar uma tarde na cozinha em vez de ir estudar Linguística. Se fiz mal? Talvez, mas eu gosto de mimar aqueles que me mimam e por isso foi fazer um miminho que perdura ainda durante uns dias e com o qual eles se vão lembrar de mim logo de manhã quando estiverem a tomar o pequeno almoço. Peguei em dois grandes ingredientes da minha região: a abóbora menina e a pêra rocha e fiz este doce espectacular... a olho. As medidas que vos vou dar são aquelas que costumo usar normalmente e que aprendi com a minha avó (se bem que eu corto na quantidade de açúcar!).

Ingredientes:

1kg de abóbora menina
1kg de pêra rocha
2/3 paus de canela
700g de açúcar amarelo
Casca de limão e laranja

Preparação:

Descasquem as pêras e a abóbora, cortem em pedaços e colocar numa panela média/grande. Coloquem um pouquinho de água no fundo da panela, mas muito pouco só para a fruta não colar ao fundo.
Acendam o fogão e deixar cozer a fruta. Quando a fruta estiver cozinhada, passem um pouco com a varinha mágica até ter a consistência que desejam (eu dependendo da fruta utilizada passo mais ou menos, quando é de amora nem sequer coloco a varinha e deixo ficar quase como compota). 
Juntem então o açúcar, os paus de canela e uma ou duas rodelas de casca de limão e laranja a gosto.
Deixem o doce apurar, mas cuidado para não ficar demasiado apurado e muito espesso. Eu pessoalmente não gosto de doce demasiado apurado.
Depois de arrefecer coloquem em frasquinhos e sirvam com tostas, pão, comam com queijo, utilizem em sobremesas...dêem largas à imaginação!

Dica da Cátia: se fizerem muito doce lembrem-se que dá uma prenda/oferta muito gira e que normalmente toda a gente gosta. Comprem tecido e atem com uma fitinha de cetim e ai têm uma oferta barata e gira!


sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Sugestões para pequenos lanches/refeições

Aqui estou eu mais uma vez para vos ajudar quanto à alimentação saudável. 
Depois de algumas dicas vou deixar-vos sugestões mostrando-vos alguns dos meus pequenos almoços e/ou lanches.
Se por acaso estiverem a fazer alguma dieta específica tenham em atenção que isto se trata da minha alimentação de manutenção porque apenas me faltam perder 4/5kg depois dos 15kg que já perdi.
Eu fiz uma espécie de mix de dietas porque li muita coisa, nomeadamente a dieta da Dra. Ágata Roquette e da Dra. Iara Rodrigues. Na minha opinião as duas funcionam muito bem, se bem que não concordo com o facto de nos ser retirado todo e qualquer açúcar na primeira fase da dieta dos 31 dias. Eu comecei com a fase 2 que já inclui fruta (frutose, o açúcar bom) e perdi tanto ou mais peso que as pessoas que começaram com a fase 1. Tudo depende do tipo de organismo e metabolismo de cada um. À medida que vamos avançando na dieta vamos percebendo o que podemos/devemos ou não comer. Para quem tem algum tipo de intolerância (ao glúten, à lactose...) como eu isso não é impeditivo até porque hoje em dia existe muita coisa no mercado e a preços mais acessíveis que há uns anos.
Deixo vos então fotos de alguns dos meus pequenos almoços, e quem me segue no Instagram já os viu com certeza e inspirem-se... este fim-de-semana vai haver um boom de receitas no blogue, preparem-se!































Desde barras de cereais caseiras, a sobremesas sem açúcar saborosas, fruta, muita fruta, sementes e bagas, panquecas integrais... deêm largas à vossa imaginação!!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Espetadas de frango panado com queijo emmental

Amanhã tenho em Fátima a primeira formação para ir em Missão no Verão, ainda não sei se serei seleccionada mas a expectativa é grande. Isto tudo para vos dizer que teremos que levar almoço partilhado... e eu andei a matar a minha cabeça para ver o que levava e lá me decidi em fazer estas espetadas inventadas com os ingredientes que tinha em casa. Ora vejam como é fácil, rápido e pouco dispendioso.

Ingredientes:

Queijo Emmental (cubos)
2 peitos de frango
Tomilho q.b.
Mistura de pimentas q.b.
Sal q.b.
Pão ralado
1/2 claras de ovo
Azeite para fritar
Espetadas de cocktail

Preparação:

Comecem por cortar o frango ao cubos, ou se tiverem o frango cortado em bife como eu tinha, cortem em tiras. De seguida temperem-no com mistura de pimentas, tomilho e sal. Passem a carne pelas claras e depois pelo pão ralado. Coloquem uma frigideira ao lume com azeite e quando estiver quente comecem a fritar o frango. Depois de frito reservem para poder arrefecer. 
Enquanto o frango arrefece um pouco, cortem o queijo em cubos. 
É só fazer as espetadas e intercalar o frango com o queijo.

Dica da Cátia: Podem sempre fazer um molho de iogurte para acompanhar, é simples e rápido e combina muito bem!





terça-feira, 14 de outubro de 2014

Bolo de chocolate com pimenta rosa

Antes de mais quero pedir desculpa porque tinha publicado no facebook que a receita estaria disponível ontem, mas eu estou há uns dias com uma constipação tal que ontem até febre tive, e por isso nem vim ao computador.. Mas aqui estou eu de castigo, hoje que iria assistir à minha primeira serenata em Coimbra, para vos dar a receita da receita. Ou seja, eu fiz esta receita a partir de uma receita da vencedora do Masterchef Portugal, a Rita Neto. Já desde a altura em que ela fez este bolo no programa que disse que teria que experimentar e no domingo decidi fazer o bolo para levar na segunda para os meus padrinhos. Foi um sucesso (pelo menos quero acreditar que sim) e até os meus colegas provaram.. eu nem sei porque não comi o bolo apenas provei o recheio e sim, estava com um sabor agradável!
A única coisa que eu não fiz em relação à receita original foi a cobertura porque como a minha forma era aparentemente maior o bolo ficou mais baixo e sobrou imenso recheio por isso aproveitei e utilizei o recheio como cobertura. Não é a mesma coisa, mas para a próxima já sei como fazê-lo.

Ingredientes

Bolo:
160 gr de açúcar
160 gr de manteiga
100 gr de chocolate francês em barra
130 gr de farinha para bolos
4 ovos
Recheio:
250 gr de chocolate francês 
250 gr de manteiga
2 gemas de ovos
1 colher de chá de pimenta rosa
Natas q.b.

Cobertura:
Chocolate francês (barra)
Natas q.b.
Manteiga (a mesma quantidade do chocolate)

Preparação

Bolo:

1- Pré-aquecer o forno a 180º. Em banho-maria, derreter o chocolate juntamente com a manteiga. 

2- Bater as gemas com o açúcar até ficarem claras e fofas. Misturar o chocolate derretido e continuar a bater por mais 3 minutos.

3- Peneirar a farinha e misturar no preparado anterior. 

4- Levantar as claras em castelo e misturar lentamente ao preparado. Colocar na forma previamente untada com manteiga e farinha. Colocar no forno durante 20 minutos.

Recheio:

5- Colocar a manteiga e o chocolate em banho-maria, quando ambos os ingredientes estiverem unidos, juntar as duas gemas já batidas, mexendo sempre. Quando começar a solidificar, voltar a pôr em banho-maria e juntar as natas até ficar com a consistência de mousse. Juntar a pimenta rosa, moída na hora no almofariz. Reservar.

Cobertura:

6- Derreter a manteiga em banho-maria com o chocolate. Quando os ingredientes estiverem unidos, juntar as natas, em quantidade suficiente para deixar o preparado mais cremoso.

7- Para finalizar o bolo, cortar horizontalmente em duas partes iguais, para rechear. Colocar a parte de baixo do bolo no prato, colocar o recheio e cobrir com a parte de cima do bolo. Por fim, cobrir com a cobertura ainda quente. Decorar a gosto com lascas de chocolate e de pimenta rosa, moída ou inteira.
Aqui fica a foto da minha versão um pouco mais "caseirinha" e de inexperiência em pastelaria. Já todos sabem que a menina dos bolos aqui é a minha irmã mais nova!

(faltam umas fotos com o interior do bolo, mas assim que as tiver em minha posse coloco aqui)

sábado, 11 de outubro de 2014

"Empresta-me a tua cozinha e eu cozinho para ti" #1 Lasanha de bacalhau

E cá estou eu, como prometido, para dar início a uma nova rubrica aqui no blogue. 
Esta ideia surgiu porque quase todos os meus amigos quando souberam que tinha um blogue de culinária me diziam que tinha de ir cozinhar a casa deles... e eu pensei, que óptima ideia para uma rubrica no blogue, eu vou cozinhar para os amigos, coisa que gosto imenso de fazer, cozinhar para quem gosto, porque cozinhar é sem dúvida um acto de amor, e depois junto o útil ao agradável e partilho no blogue... e assim foi. O primeiro aluguer de cozinha foi na casa da minha amiga Raquel e foi esta a ementa: Lasanha de bacalhau. 

Serve 3 a 4 pessoas

Ingredientes:

Bacalhau demolhado desfiado
Queijo mozzarella ralado
Placas de lasanha com espinafres (Milaneza)
Molho bechamel (manteiga, farinha e leite)
1 Cebola grande
3 dentes de alho
2 tomates pelados
Azeite q.b. 

Preparação:

Comecem por ligar o forno a 180ºC. 
De seguida piquem a cebola e os alhos e juntem numa panela com um pouco de azeite e os tomates pelados. Quando a cebola estiver mole juntem o bacalhau desfiado e deixem cozinhar. 
Para o molho bechamel basta derreter a manteiga, juntar a farinha e ir adicionando aos poucos o leite. Eu costumo fazer sempre a olho, mas se não quiserem ter trabalho existe molho bechamel já feito à venda. 
Quando o bacalhau atingir o ponto de cozedura juntem metade do molho bechamel ao preparado e depois comecem por "montar" a lasanha num pirex alternando o preparado com as placas, e no final reguem com o resto do molho bechamel e coloquem o queijo ralado por cima. 
Coloquem no forno pré-aquecido durante aproximadamente 20 minutos.

Dicas da Cátia: Se o vosso molho bechamel ficar com alguns grumos não desesperem... a varinha mágica é sempre a minha melhor amiga nestas ocasiões! 
Utilizem placas que já são pré-cozidas, mas de qualquer forma passem-nas por água quente para garantir que cozem mais rápido e assim poupam no tempo em que está no forno.

Nota: a minha lasanha não ficou muito bem gratinada por cima, mas deixem ficar até estar mais queimadinha por cima, eu hoje não deixei porque estava tudo cheio de fome e a dizer que já estava óptima!


sábado, 4 de outubro de 2014

Bolo de limão com cobertura de chocolate

Para comemorar o reencontro das manas este fim-de-semana, decidimos celebrá-lo juntas... e não há melhor forma para celebrar que não seja a cozinhar e a partilhar, e por isso mesmo fizemos este bolo delicioso para o nosso lanche. 
Esperemos que gostem! É uma boa combinação porque não se torna um bolo muito doce devido ao contraste do ácido do limão com o doce do chocolate.

Ingredientes:

2 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
1 c. (chá) de fermento em pó
1/2 chávena de óleo
Sumo e raspa de 1 limão grande
200g de chocolate negro
40ml de natas para bater

Preparação:

Liguem o forno a 180ºC.
Misturem os ovos com o açúcar e de seguida juntem o sumo e a raspa de limão, mexendo muito bem. 
Peneirem a farinha e juntem ao preparado, assim como o fermento e o óleo. 
Coloquem o preparado numa forma redonda untada com manteiga e peneirada com um pouco de farinha e levem ao forno cerca de 25 minutos.
Enquanto o bolo está no forno, partam o chocolate em pedaços e coloquem a derreter em banho maria. Quando o chocolate estiver derretido juntem um pouco de natas para ficar um pouco mais líquido e ser mais fácil de espalhar no bolo. 

Nota: Para a receita ser menos calórica podem sempre utilizar açúcar amarelo e farinha integral. Eu não utilizei porque não tinha esses ingredientes à mão, mas fica igualmente delicioso.

Dica da Cátia: Se gostarem do sabor ácido dos citrinos podem sempre juntar raspa de lima. Não o fiz porque a minha irmã não gosta muito.

Dica da Simone: Acompanhem o bolo com um cappuccino, é a cereja no topo do bolo, literalmente!