segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Panquecas com queijo quark

Bom dia, bom dia! :)
Hoje trago-vos duas notícias: uma nova semana começa e isso significa mais oportunidades de ser feliz, espectacular não é? e para quem me quiser ler noutro contexto voltei a abrir o estaminé que tinha aqui ao lado na blogosfera, mas mudei o nome do mesmo. Ser capaz de mais, hoje e sempre.
E agora, uma receita para começarem a semana vitaminados e cheios de energia fica aqui esta minha receita de panquecas para o pequeno almoço. Aproveitei o queijo quark que me sobrou ontem. 
Nota-se que estou viciada em quark? Há vícios piores, é o que me safa. 



Ingredientes:

120 g de queijo quark (cerca de 2 a 3 c. sopa)
6 c. sopa de farinha (de trigo, de aveia ou mistura)
1 ovo
100 ml de leite (podem substituir por bebida de soja ou de arroz)
Fruta



Preparação:

Numa tigela misturem a farinha e o ovo com uma vara de arames, e de seguida juntem o leite e o quark. 
Depois de bem envolvido, aqueçam uma frigideira anti-aderente e vão colocando duas colheres de sopa da massa para cada panqueca e vão virando a mesma. Se preferirem coloquem um pouco de azeite ou manteiga na frigideira.
Terão cerca de 4 panquecas maravilhosas, rápidas, saudáveis e uma excelente forma de começar o dia e sem açúcares adicionados. 

Acreditem que as panquecas ficam doces sem terem qualquer tipo de açúcar. 
Acompanhem com fruta, com sementes, com iogurte, com canela. Fica ao vosso critério.
Façam um belo sumo de laranja que estamos na época delas, bebam e abusem!










domingo, 29 de janeiro de 2017

Bolo de Queijo Quark e Maçã Reineta [#BolodeDomingo]

Olá a todos :)
Hoje trago-vos uma nova receita mas também uma nova rubrica/desafio com a hashtag #BolodeDomingo. E perguntam vocês o que é isto que eu acabei de inventar? Foi uma ideia que me passou pela cabeça ontem à noite e não é nada mais nada menos do que partilhar os nossos bolinhos de domingo. Isto é, vou tentar fazer sempre um bolo ao domingo e partilhar convosco. 
Esta ideia surgiu porque aqui em casa a minha mãe tinha o hábito de fazer sempre um bolo ao domingo e eu acabei por ganhar este gosto e ultimamente sou eu que tenho mantido esta tradição familiar quando a minha mãe está com menos paciência e/ou cansada... e a verdade é que eu gosto!
Quando faço estes bolos acabo por comer apenas uma pequena fatia porque partilho sempre: para os avós, para amigos ou vizinhos e depois tenho um glutão em casa, o meu pai. Não me sobra muito, e ainda bem! 
Se gostaram desta minha ideia lanço-vos o desafio de usarem esta hashtag nos vossos blogues! :) 
Se decidirem usar esta hashtag enviem-me as vossas receitas e um dia partilhei no meu blogue todas elas!
Aproveito para agradecer-vos todos os comentários que têm feito. Este meu regresso ao blogue trouxe-me muito retorno e eu não estava à espera... aos que já passavam por aqui, obrigada por regressarem e aos que novos sejam bem-vindos a este meu cantinho!



A receita de hoje é adaptada de uma receita do blogue Bago de Romã, fiz algumas alterações e o bolo fez sucesso aqui em casa. Confesso que estou apaixonada pelo queijo quark, é muito versátil, saudável e dá para imensas receitas. Esta é mais uma, depois de ter feito há pouco tempo o Käsekuchen.
Espero que gostem!

Ingredientes:
Para a massa:
130 g de queijo quark
5/6 c. sopa de leite
1 ovo
2 c.chá de fermento em pó
5 c. sopa de óleo de girassol
100 g de açúcar
300 g de farinha

Para a cobertura:50 g de açúcar
100 g de manteiga
2 c. sopa de doce de gila
3 maçãs reineta (tamanho médio, cerca de 200 g)
Canela q.b.



Preparação:

Pré aqueçam o forno a 180ºC.
Numa tigela batam o ovo com o açúcar, juntem o leite, o óleo, a farinha, o fermento e de seguida o queijo quark. Mexam bem e coloquem numa forma redonda de aro amovível untada com manteiga e polvilhada com farinha.
De seguida comecem a confecção da cobertura e numa tigela misturem o açúcar com a manteiga derretida e o doce de gila. Depois de laminarem as maçãs juntem-nas ao preparado, envolvam e coloquem canela a gosto. 
Por fim, coloquem a cobertura uniformente sobre a massa que já estava na forma e levem ao forno durante 30 minutos! 















sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

A minha Lasanha

Pois é, como têm reparado nos últimos tempos tenho andado bastante pela cozinha e por isso também tenho andado mais activa por aqui... espero não sofrer as consequências na balança! A verdade é que a chuva também não me tem permitido dar os meus longos passeios com a minha cadela, e quando fico pela aldeia gosto de o fazer para poder compensar o tempo que estou em casa "parada".
Isto de andar pela cozinha também me ocupa a cabeça, distrai-me e ajuda-me a relaxar porque se há coisa que detesto é ter pouco tempo para cozinhar. Gosto de cozinhar com calma, apesar de conseguir fazer várias coisas ao mesmo tempo e de gostar daquele "stresszinho" engraçado que há na cozinha!
A minha mãe aproveita quando estou aqui por casa e eu fico quase sempre responsável pelo almoço. Hoje estava a pensar fazer uma lasanha de vegetais maravilhosa que vi num blogue igualmente maravilhoso, mas a minha irmã vinha almoçar a casa e franziu o nariz quando lhe disse o que estava a pensar fazer... "faz a tua lasanha" foi a resposta que tive, e pronto, lá fui eu fazer a "minha lasanha". 
Partilho convosco a receita que costumo fazer e relembro uma outra lasanha que fiz, mas de bacalhau.
Aproveito para vos dizer que gostei muito mais de lasanha com massa fresca (comprei no Lidl e é de marca italiana). A lasanha de vegetais não ficou esquecida e farei quando não tiver uma "adolescente carnívora" a pedir-me a de carne ;)



Ingredientes:
6 placas de massa fresca
500 g de carne de vaca picada
1 lata de cogumelos laminados (335 g)
210 g de polpa de tomate
1 cebola média
2 dentes de alho
Azeite q.b.
Molho bechamel q.b. 
(1l de leite, 4 c. sopa de farinha, manteiga e noz-moscada)
Sal e pimenta q.b.
Mistura de ervas aromáticas para carne

Preparação:
Comecem por picar a cebola e os alhos e coloquem numa panela com um fio de azeite. Depois de alourar a cebola coloquem a carne e deixem cozinhar. Temperem a carne com sal, pimenta e uma mistura de ervas (a tal que a minha mãe tinha por casa e eu fui usando, sei que é da Margão). 
Enquanto a carne cozinha podem ir fazendo o bechamel. Eu costumo fazer a olho, mas hoje só não pesei a manteiga... coloquei num tacho um pedaço de manteiga a derreter, adicionei a farinha e mexi com a vara de arames, depois fui adicionando o leite e temperei com noz-moscada e sal. 
Durante a feitura do molho, vão juntando a polpa de tomate na carne e os cogumelos e deixem cozinhar mais um pouco.
De seguida é só montar a lasanha. Num tabuleiro barrem o fundo com bechamel para as placas não colarem, coloquem as placas depois carne, bechamel e assim sucessivamente. Desta vez não coloquei queijo ralado por cima, mas são livres para o fazer que também fica muito bom!
Levem ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 25 minutos.

Dica: se o bechamel ficar com alguns grumos, não desesperem e vão buscar a varinha mágica que deve estar sempre à mão nestas alturas.















P.S. As fotos não estão muito bonitas porque a fome falou mais alto!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Käsekuchen, bolo de queijo quark

Lá fora os céus choram desalmadamente, eu estou em casa e a precisar de ocupar a cabeça... vai dai que decidi ligar o forno para aquecer um pouco e experimentar uma receita nova.
Trago-vos uma tarte de queijo quark, um queijo super saudável e que gosto muito como substituto do iogurte mas que hoje vos trago numa receita alemã muito famosa. Também se pode usar este queijo em cheesecake, apesar de normalmente usar mascarpone este é bem menos gorduroso! 
Andei a ver muitas receitas deste bolo, inclusive em alemão. Iam todas parar a esta receita que vos trago que é uma mistura de tudo o que encontrei :)
Espero que gostem!



Ingredientes:
Para massa :
100 g de manteiga
100 g de açúcar
200 g de farinha (usei com fermento)
1 ovo
1 c. (chá) de aroma de baunilha
1 c. (chá) de fermento em pó

Para recheio :
500 g de queijo Quark fresco (Milbona, do Lidl)
125 g de açúcar
1 ovo
1 pacote de pudim instantâneo de baunilha
6 colheres de sopa de óleo
250 ml de leite

Preparação:
Comecem por derreter a manteiga. Depois numa tigela misturem todos os ingredientes da massa e, com a mão, amassem tudo muito bem até ficar uma bolinha uniforme. A massa é um pouco gordurosa e agarra-se levemente aos dedos.
De seguida, cubram uma tarteira de 26 cm com papel vegetal forrando o fundo e os lados com esta massa e levem ao frio por 30 minutos.
Liguem o forno a 180ºC para estar quente quando colocarem a tarte.
Misturem todos os ingredientes do recheio e batam bem com uma vara de arames até ficar completamente homogéneo.
Vertam a mistura cuidadosamente sobre a massa já fria.
Levem ao forno cerca de 50 minutos, ou até que a superfície ficar firme.
Esperem que o bolo arrefeça e só depois retirem a parte amovível da tarteira.
Depois é só servir :)



Ao desenformar o bolo lembrei-me de uma receita que já fiz há algum tempo, o flan parisiense, apenas pelo aspecto porque de sabor não tem nada de parecido.
Também constatei que sou muito má a espalhar a base como podem ver nas fotos, mas para primeira experiência ficou razoável. Em relação ao sabor, posso confessar que não fiquei apaixonada... é diferente. A minha mãe gostou bastante, mas ainda vou experimentar uma receita diferente com quark e maçã... algo do género para dar um sabor diferente! 
E vocês, já fizeram receitas do género com quark? Têm sugestões para me dar? :)





quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Ninhos recheados no forno

Estou de volta!
Esta semana estou de pausa no estudo e por isso ando super empenhada na cozinha.
Nos próximos tempos devo andar mais activa no blogue... algo que não acontecerá daqui a algumas semanas... mas, enquanto isso não acontece vou-vos presenteando com umas receitinhas :)
Hoje trago-vos a minha experiência do almoço. Eu gosto muito de bolonhesa, mas não me estava a apetecer fazer a mesma receita de sempre com a carne picada que tinha... estava cheia de frio e pensei: nada melhor que ligar o forno! E nisto surgiu esta receita de ninhos recheados com carne picada e mozzarella... foi aprovado cá em casa e é uma receita simples, rápida e fácil! 

Ingredientes:

450 g de carne de vaca picada
12 ninhos com ovo (usei esta massa)
120 g de queijo mozzarella ralado
2 cebolas
3 dentes de alho
Polpa de tomate q.b.
Sal e pimenta q.b.
Mistura de ervas para carne q.b.





Preparação:

Comecem por ligar o forno a 180ºC.
De seguida piquem as duas cebolas e os alhos, metade para juntar à polpa de tomate (eu usei tomates biológico, descongelei a polpa que tinha e depois juntei a cebola e o alho e triturei) e a outra metade para o refogado da carne. 
Triturem a cebola e o alho da polpa de tomate e reservem. 
Numa panela coloquem ao lume o refogado com um fio de azeite e depois juntem a carne picada. Deixem cozinhar, temperem com sal e pimenta e juntem também um pouco de ervas aromáticas (óregãos, ou algo semelhante, a minha mãe tinha na gaveta uma mistura de ervas e coloquei essas). 
Depois de ganhar uma cor rosadinha juntem umas 5 colheres de sopa da polpa de tomate.
Noutra panela coloquem água com sal a ferver para cozer um pouco a massa  (não em demasia, apenas uma cozedura rápida já com a água a ferver) e de seguida coloquem-nas num tabuleiro de forno já "barrado" com um pouco de polpa de tomate para a massa não colar ao fundo.
De seguida é só colocar a carne no centro de cada ninho e preenchê-los. No fim, regam todos os ninhos com a polpa de tomate e levam ao forno tapado com uma folha de alumínio durante cerca de 15/20 minutos. Passado este tempo retirem o tabuleiro do forno e polvilhem os ninhos com o queijo mozzarella ralado e levem de novo ao forno até o queijo derreter.



P.S. As fotos de hoje não estão com muita qualidade porque a minha fotógrafa e a sua máquina estavam ocupadas!




terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Bolo de chocolate com molho de frutos vermelhos

Este fim-de-semana foi muito produtivo na cozinha e o forno não teve descanso... para além de ter feito o Bolo Chiffon de Laranja para a famelga aproveitei e fiz este bolo para levar para um chá de amigos depois de uma Oração de Taizé.
Sei que não ando a fazer jus ao nome do blogue, prometo que brevemente trago receitas mais saudáveis, mas hoje trago-vos uma das receitas mais populares do blogue mas com uma ligeira alteração... um molho de frutos vermelhos delicioso :)
Então, aqui fica a minha receita de Bolo de chocolate e mascarpone com molho de frutos vermelhos!
Gostei muito desta combinação porque o bolo é denso e húmido e o molho dá um toque espectacular!
Eu só comi uma pequena fatia... estava na conversa, e assim que me virei e olhei para a mesa o bolo tinha desaparecido! Fiquei feliz porque muita gente gostou do bolo, por isso acho que vou repetir a receita mais vezes :)


Ingredientes:
Para o bolo:
250 g de queijo mascarpone
200 g de chocolate preto de culinária
200 g de açúcar amarelo
70 g de manteiga
100 g de farinha
1 c. (chá) fermento em pó
1 c. (café) de café em pó solúvel
5 ovos
Uma pitada de sal fino

Para o molho:
350 g de frutos vermelhos congelados
3/4 c. (sopa) de açúcar


Preparação:
Batam o açúcar amarelo com as gemas, juntem o queijo mascarpone e mexam bem.
Adicionem o chocolate derretido com a manteiga ao preparado, e posteriormente a farinha e o café.
Batam as claras em castelo com uma pitada de sal fino até ficarem bem firmes e depois envolvam delicadamente no preparado.
Coloquem a massa numa forma redonda untada com manteiga e polvilhada com um pouco de farinha e levem ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 30 minutos.
Enquanto o bolo está no forno aproveitem para fazer o molho colocando num tacho os frutos vermelhos com o açúcar e deixem em lume brando até os frutos estarem cozidos.





P.S. A última foto foi a única que consegui tirar depois de o bolo ter viajado uns bons quilómetros e de lhe ter juntado o molho!




domingo, 22 de janeiro de 2017

Bolo Chiffon de Laranja

Regressámos no final de Dezembro e a promessa era a de voltar a ter este compromisso com o blogue de forma mais recorrente... vou tentar trazer-vos pelo menos uma receita por mês, sendo que haverão meses em que de certeza trarei mais ;)
Depois da azáfama do início do mês, trago-vos um bolo ideal para o lanche  acompanhado de um perfumado chá para nos aquecer o coração nestes dias frios!
A minha mãe andava há semanas a chatear-me para fazer esta receita, eu confesso que tenho tantas na minha "to do list" que não estava com muita vontade de lhe fazer a vontade mas depois de pesquisar sobre a origem do bolo chiffon fiquei curiosa... e com as maravilhosas laranjas que há nesta altura era um pecado não as aproveitar!

O bolo chiffon tem uma textura muito leve e suave e é muito macio, espero que gostem!




Ingredientes:

200 g de açúcar amarelo
220 g de farinha para bolos
100 ml de sumo de laranja
Raspa de duas laranjas
6 c. (sopa) de óleo de girassol
3 c. (sopa) de água
8 ovos
1 c. (chá) de gengibre em pó
4 c. (chá) de fermento em pó



Preparação:

Liguem o forno a 180ºC e limpem com um pano seco uma forma grande com buraco e reservem.
Numa tigela misturem com uma vara de arames a farinha, o açúcar e três colheres de fermento em pó, sendo que estes ingredientes devem ser peneirados duas vezes.
Façam uma covinha ao centro da mistura anterior e deitem o óleo, as gemas, a água, o sumo e as raspas de laranja. Batam muito bem com a batedeira até terem uma massa cremosa.
Numa outra tigela batam as claras em castelo polvilhando-as com uma colher de fermento em pó.
Lentamente juntem o conteúdo da tigela com a massa sobre as claras e envolvam cuidadosamente com movimentos suaves.
Coloquem o preparado na forma não untada e levem ao forno cerca de 30 a 35 minutos.
Para retirar o bolo, coloquem a forma invertida sobre duas chávenas até o bolo desprender dos lados à medida que for arrefecendo... é muito engraçado! :)
Depois de desenformado é só colocar num prato e saborear com um chá, por exemplo!



















domingo, 1 de janeiro de 2017

Bom ano, sejam felizes!*

Não, não vos trago uma receita.
Hoje venho apenas desejar-vos um excelente ano. Que neste ano consigam "ser mais" na vossa vida e na vida dos que vos rodeiam.
Partilho convosco um texto, uma reflexão de ano novo de uma escritora que aprecio. Diz muito daquilo que desejo para este ano, daquilo que quero fazer neste ano, porque por mais cliché que esta frase possa ser... um ano novo traz a oportunidade de escrevermos novas histórias como um livro com páginas em branco.
Sejam felizes e amem, amem muito porque sem amor não há vida e não há paz!*

"Não é o que 2017 vai trazer. É o que vamos dar a 2017. Não é o que a vida vai fazer connosco. É o que nós vamos fazer com a vida. Não é o que os dias novos nos vão trazer. É o que vamos trazer de novo aos dias. Não é o que vamos ensinar. É o que vamos aprender. Não é esperar que tudo aconteça. É fazer acontecer. Não é querer entender tudo. É aceitar. Não é sonhar com o que ainda não temos. É fazer de cada dia um sonho para quem quiser e puder sonhar connosco.
Pode ser assim 2017?!
Para todos, um ano com tudo o que soubermos dar de melhor. Assim, há-de ser bom de
certeza."  
Marta Arrais

Foto com créditos para a minha irmã. 
Uma praia especial e um sol que é de todos nós.